domingo, dezembro 2

Bons costumes

Arq. CML

Duelo à pistola no Monsanto.
Primavera de 1909, o juiz (conde de Penha Garcia) e os quatro padrinhos (conselheiros do reino), preparam as pistolas para os dois ilustres (e honrados) deputados da nação (Afonso de Espregueira e Caeiro da Mata), travarem um duelo (proibido por lei), na tentativa de resolver, de uma vez por todas, as insanáveis querelas parlamentares entre ambos.
Ora digam lá se não era "porreiro", reactivar estas boas práticas parlamentares?
Estão a imaginar ir ali ao Parque do Monsanto ver o Santana Lopes a fazer pontaria ao Gerónimo de Sousa, ou o Francisco Louçã a praticar tiro ao alvo no Paulo Portas?
Isso é que havia de ser um verdadeiro espectáculo. Então e se fosse transmitido, em estilo novela da vida real, em directo pela televisisão...
Grande azar seria, eles terem uma pontaria tão má como a dos seus antecessores de 1909, que escaparam perfeitamente ilesos da contenda.

2 Comentários:

Anonymous OBicho disse...

Esqueci-me de dizer que o padrinho deste duelo de paintball seria, naturalmente o Visconde do Funchal.

03/12/07, 18:57  
Blogger BLOGADOR disse...

Deve ter sido esta prática que deu origem ao clube de tiro do Monsanto.

05/12/07, 16:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial