quinta-feira, janeiro 8

Tejo de Lisboa (?)


O Tejo Andino?
Junto ao Monumento dos Navegadores Portugueses, em Belém, Lisboa, actuam intérpretes de música tradicional típica do povo dos Andes.
MENTIRA!!!
São vendedores ambulantes de CD's e Cassetes, que fazem "playback", para turista ver, ouvir e comprar música folclórica(?) estrangeira do Chile ou Perú. Há vários grupos deles. Como é que os fulanos conseguiram obter as licenças para trabalhar nos pontos turísticos mais importantes da Lisboa do Tejo - neste local, na Torre de Belém e na Baixa-Chiado?

E eles têm o exclusivo da actividade nesses locais. Porquê?
Eu sei que mais ninguém tem autorização para aí vender seja o que for, nem cantar, nem tocar ferrinhos, nem mais coisa nenhuma.
Eu sei disso e não compreendo como é que acontece uma coisa destas.
Eu sei, mas não sei. Como é possível.!?
E as lojas de chinesices que anunciam "recuerdos" em locais turísticos nacionais? Um exemplo - na Vila de Sintra.
E podem dizer que isto é "xenofobia" - façam favor, à vontade, mas não é o caso.
A questão é outra! Eu não explico, mas outro dia conto uma coisa que... só para terem uma ideia, sabiam que:

OS TRICICLOS ASSADORES DE CASTANHAS ESTÃO TERMINANTEMENTE PROIBIDOS DE VENDER (E ATÉ DE CIRCULAR) ENTRE A LINHA DO COMBOIO DO ESTORIL E O RIO OU O MAR?

HÁ UM TOCADOR DE SAXOFONE, ENTRE OUTROS ARTISTAS, QUE ACTUA ESCONDIDO NO TÚNEL PEDONAL (QUE NEM TEM LUZ) SUBTERRÂNEO QUE LIGA O JARDIM DE BELEM À ROSA DOS VENTOS?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial