sexta-feira, dezembro 2

fim de semana 2


(Parque das Nações, Lisboa)

Para prenda de fim-de-semana.

Ficamos com esta imagem do por-do-sol que me surpreendeu à pouco.
Felizmente eu andava por ali à "caça", com a máquina fotográfica preparada.
Vamos pedir um desejo.
Penso que é costume não é?
Não quero o pote de ouro.
Chega uma notita de Vinte (€) Paus.
É só para eu ir jantar com o "Bilo" à Adega da Ti Lurdes nas Azenhas.

Etiquetas:

11 Comentários:

Anonymous OBicho disse...

É verdade, faltou dizer que já só me faltam 18,5€ porque curiosamente, quando puz o pé num canteiro de flores ali ao pé daquele poste onde acabava o arco íris, encontrei lá 2 moedinhas - 1,5€.
Ele há coisas do arco dea velha!

02/12/05, 19:20  
Anonymous Anónimo disse...

Fui eu que deixei lá no cantinho para ti MARIA (Para escrever isto já liguei esta porcaria mais de 10 vezes) Bom fim de semana com muito sol.Vou para a Costa no domingo

02/12/05, 19:34  
Anonymous OBicho disse...

... esqueci-me de dizer que puz o pé no canteiro... para atar os cordões do sapato, não foi para pisar as flores.

02/12/05, 19:38  
Anonymous OBIcho disse...

Maria, levas a Prancha? E a Cana de Pesca?
Vai estar bom o mar..!

02/12/05, 19:39  
Anonymous Anónimo disse...

Maria, arranja um CD com o "SpyRemover" e com o "Ad-aware" e faz uma limpeza aos discos do computador.
Ele deve estar cheio de programinhas merdosos de Spyware da Internet.

02/12/05, 19:43  
Anonymous Anónimo disse...

Tenho várias canas e várias pranchas , mas, é triste não sei pescar e acho que não tinha paciencia e quanto as pranchas tenho muito medo e respeito ao mar, acho que em outras encarnações era de algum barco pirata e numa daquelas lutas fui ferida e tau caí no mar e .....
Quando vou para lá é para trabalhar por isso é que maneta é que bom.

02/12/05, 19:46  
Anonymous Sheik disse...

ir jantar com o "Bilo" à Adega da Ti Lurdes nas Azenhas!
Esta ideia deve fazer um bocadinho de inveja a alguém que está agora lá pela Bélgica - Saudações à Cristina.

02/12/05, 19:48  
Anonymous Anónimo disse...

Levei-o ao médico e ele limpou tudo até as fotos que tinha,não tenho nem uma para recordação,fiquei lixada o chefe foi jantar com os amigos e cá fiquei eu desterrada com esta treta avariada.

02/12/05, 19:52  
Anonymous Anónimo disse...

Anoitecer
A luz desmaia num fulgor de aurora
Diz-nos adeus religiosamente...
E eu que não creio em nada,sou mais crente
Do que em menina, um dia, o fui...outrora...

Não sei o que em mim ri, o que em mim chora,
Tenho bênçãos de amor pra toda a gente!
E a minha alma, sombria e penitente,
Soluça no infinito desta hora...

Horas tristes que são o meu rosário...
Ó minha cruz de tão pesado lenho!
Ó meu áspero e intérmino Calvário!
E a esta hora tudo em mim revive:
Saudades de saudades que não tenho...
Sonhos que são os sonhos dos que eu tive...

Sonetos de Florbela Espanca, nascida a 8 de Dezembro de 1894 em Vila Viçosa


è a minha freferida MARIA

02/12/05, 20:36  
Anonymous cristina disse...

Oh que saudade....e bom appétite a adega da azenhas que conhece muito, muito, bem!

02/12/05, 21:23  
Anonymous Anónimo disse...

Certamente que as moedinhas estavam no fim do arco iris. Não é la que está o tesouro?
E o Gigi a fazer crescer água na boca à Cristina, com a Adega da Tia Lurdes.
Quim

02/12/05, 23:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial