segunda-feira, agosto 17

Postal do Tua

PODAMPLIAR
A foz do Rio Tua. (clik imagem para VER MAIS)


Aqui mesmo, por trás de mim, para lá da ponte rodoviária sobre o rio, pode ver-se o primeiro túnel (para quem sobe, o último para quem desce) da antiga Linha de Comboio que ligava Foz Tua a Mirandela. Este túnel e a ponte ferroviária que o precede, são a entrada (ou saída) do profundo desfiladeiro por onde corre o Tua.

Aconteceu na minha última viagem com a família, no comboio do Tua:

A velha Automotora (carruagens Napolitanas) saiu de FOZ TUA já era noite.
Antes de chegar à primeira Estação do percurso - TRALHARIZ - o comboio parou subitamente, ao mesmo tempo que se verificava um certo rebuliço a bordo da carruagem de trás.

«Estamos tramados», pensei, «uma avaria? Já não chegamos a Mirandela a horas do jantar ou pior ainda, vamos passar a noite desterrados neste fim-do-mundo..?»
Não demorou muito, desde que o revisor atravessou a nossa carruagem em passo de corrida, até que o comboio começou a fazer marcha-atrás, devagar, devagarinho.
Fui lá atrás saber novidades. Nada de alarmante, afinal. Tratava-se "simplesmente" de facilitar o regresso de um passageiro que se havia enganado no comboio.
O coitado, um emigrante (daqueles de antigamente) arrastando umas quatro ou cinco malas e mais a família, queria era apanhar o comboio da Linha do Douro.
Estava fora de questão, fazer o caminho de retorno a pé pela linha, carregando a bagagem, a mulher e as crianças, na escuridão completa.

E assim, a Automotora recuou até passar para além deste Túnel e da Ponte que se segue. Aí, perto da estrada, os passageiros saíram e lá foram andando, sei lá como, estrada fora até à Estação. Por ali não havia telefone para chamar um "carro de praça".
Retomada a viagem, imaginem que ninguém reclamou, nem sequer pensou reclamar, de coisa nenhuma.

Etiquetas:

1 Comentários:

Blogger O Bicho disse...

Triste coincidência.
A semana passada um incêndio na Estação de Foz Tua, destruiu um armazém e três destas carruagens da fotografia.

18/08/09, 17:34  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial