quarta-feira, outubro 28

Grandes Obras (3)



Hoje de manhã, deu-me p'ra ler:
peguei ao acaso num livro da estante, da secção onde arrumo o Teatro (talvez o género literário que mais gosto de ler) e encetei a leitura de uma 1ª edição de 1971 de "SUA EXCELÊNCIA", de Luís Sttau Monteiro.
Embrenhei-me de tal modo na narrativa (leitura) que reli, de uma assentada, a obra que Sttau Monteiro escreveu propositadamente para ser representada (antes da passagem ao prelo) no Teatro Maria Matos, em Lisboa. Com isso pretendia o autor contribuir para a recuperação da difícl situação económica em que se encontrava a Companhia de Igrejas Caeiro.
No entanto, devido às teias da burocracia e à natural morosidade da imprescindível apreciação da Comissão de Censura da época, a peça nunca chegou a subir à cena nesse Teatro, que entretanto encerrou.
Quando acabei a leitura, liguei a televisão precisamente na hora em que se davam as primeiras notícias do dia acerca de resultados de investigação da Operação "Face Oculta".
Olha que coincidência... de métodos, de esquemas, do senhor empresário da sucata, Manuel Godinho (de Aveiro) e do senhor Comendador Afrânio Reboredo (de Trás-os-Montes), grande empresário de sucesso no Brasil.
"A Face Oculta" de dois "self-made-men", especializados a cultivar as suas ligações a pessoas com cargos importantes na direcção e gestão de empresas públicas.
Fantasticamente real, actual, a peça para teatro publicada há quase 40 anos.

1 Comentários:

Blogger BLOGADOR disse...

Neste aspecto particular concordo com o FR: "Um povo que não se revolta" tem a corrupção que merece.

31/10/09, 16:58  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial