sábado, janeiro 29

Cronicas de viagem (Dez 2010)


Meia dúzia de Contadores de Electricidade,
cravados no próprio poste de madeira que sustenta os cabos de transporte de enegia.
Esta imagem, captada num povoado da República Dominicana (Península de Samaná), repete-se em todos os aglomerados populacionais que bordejam praticamente todas as estradas e caminhos daquela parte da maior ilha das Caraíbas, La Hispaniola.

Mas, o caso não é exclusivo desta ilha. A mesma situação, pode ser vista (com outras cambiantes de modelo de aparelhos e fios de ligação) em diversos outros lugares da região Caribenha.
É assim no Haiti, Puerto Rico, nalgumas zonas de Cuba e do México.
E todos sabemos que acontece a mesma coisa, noutros mares, noutros continentes, como na Cidade Maravilhosa (Rio de Janeiro), nas regiões mais turísticas da Tailandia, da Malásia, etc., etc.

Sempre em lugares mais ou menos paradisíacos, mais ou menos pobres, leva-nos a pensar que existe uma regra: "a beleza natural destas paragens é inversamente proporcional à qualidade de vida dos habitantes".

Agora, o que eu acho estranho é encontrar semelhanças com isto, no Bairro das Marianas, concelho de Cascais, no Bairro das Fontaínhas, concelho da Amadora, na Pedreira dos Húngaros, concelho de Oeiras, na Quinta da Serra, cncelho de Loures, no Casal Ventoso, concelho de Lisbo e em muitos locais (nada paradisíacos) que rodeiam a cidade de Lisboa..?

11 Comentários:

Blogger Maria disse...

Bicho
Que falta de visão dos nossos políticos! Talvez passasse por esses lugares a retoma do Turismo em Portugal.
Beijo
Maria

30/01/11, 10:47  
Anonymous Anónimo disse...

Apesar de tudo...VIVA A REVOLUÇÃO!(que está viva na Tunisia,no Egipto,e por aí fora...

XL

30/01/11, 15:26  
Anonymous Anónimo disse...

Bicho!

Realmente nao temos contestar esta tua verdade, são os constrastes das cidades.

SPUK

30/01/11, 15:59  
Blogger Kim disse...

Realmente estes últimos exemplos não são inversamente proporcionais à beleza dos mesmos, mas estamos cá nós para achar bela a nossa terra.
Viva a Pedro Franco e ainda a revolução na Tunísia, no Egipto e explica lá mais aonde Xico!
abraço amigo Gigi

31/01/11, 23:39  
Anonymous Anónimo disse...

UMA VERDADEIRA JOGADA DE ANTECIPAÇÃO. SERÁ QUE SE SADA?

"Promover uma verdadeira reforma política que crie condições para aumentar a participação do povo na tomada de decisões." Foi esta a ordem recebida pelo novo primeiro-ministro da Jordânia, Marouf Al Bakhit, do rei Abdullah II, que o nomeou ontem, depois de ter dissolvido o governo de Samir Rifai (que tomara posse em Dezembro de 2009). A mudança chega numa altura em que todo o Norte de África sofre as convulsões de uma revolta popular que se tem espalhado como fogo, afectando já a Tunísia, Egipto, Argélia, Líbia, Iémen, Sudão, Marrocos e a Síria."

http://www.ionline.pt/conteudo/102058-jordania-rei-abdullah-ii-antecipa-revolta-e-derruba-governo

XL (Xico)

02/02/11, 09:17  
Anonymous Anónimo disse...

SAFA em lugar de SADA

XL

02/02/11, 09:18  
Anonymous Anónimo disse...

Mas será que; o Bairro das Marianas, concelho de Cascais, o Bairro das Fontaínhas, concelho da Amadora, a Pedreira dos Húngaros, concelho de Oeiras, a Quinta da Serra, concelho de Loures, o Casal Ventoso, etc.. não se inserem no "Paradisiaco" Portugal???

Abraço
Pantas

02/02/11, 14:22  
Blogger O Bicho disse...

E não esquecendo o velho bairro do Texas, no concelho da Porcalhota, vale a pena recordar o "slogan" de uma manifestação:
«BASTA DE RALIDADE, QUEREMOS PROMESSAS!»

02/02/11, 15:54  
Anonymous Anónimo disse...

“Recentemente surpreenderam-nos os acontecimentos de Tunísia que desembocaram na fugida do tirano Ben Ali, tão democrata para ocidente até anteontem e aluno exemplar do FMI. No entanto, outra “revolução” que tem lugar desde faz dois anos foi convenientemente silenciada pelos meios de comunicação ao serviço das plutocracias européias.
Ocorreu na mesmíssima Europa (no sentido geopolítico), num país com a democracia provavelmente mais antiga do mundo, cujas origens se remontam ao ano 930, e que ocupou o primeiro lugar no relatório da ONU do Índice de Desenvolvimento Humano de 2007/2008. Adivinhais de que país se trata? Estou seguro de que a maioria não tem nem ideia, como não a tinha eu “

SE QUIZEREM SABER MAIS VÃO AQUI: http://www.diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=11686:a-revolucao-silenciada&catid=237:laboraleconomia&Itemid=156

XL

03/02/11, 10:34  
Blogger O Bicho disse...

Obrigado, XL
É verdade, é espantoso constatar o verdadeiro "muro de silêncio" que envolve as notícias da nova Islandia.
Assim se percebe, a influencia do poder financeiro sobre a comunicação social.
Eu sabia, li algures há tempos que, tinham começado a responsabilizar (A SÉRIO, COM PRISÃO) os responsáveis financeiros e políticos pelo descalabro do país, mas para além disso, NUNCA MAIS VI OU LI UMA NOTÍCIA nos nossos meios de comunicação.

03/02/11, 11:15  
Blogger O Bicho disse...

Isto também é um AVISO - só prova que É PRECISO ESTAR ATENTO, ao que se passa à nossa volta...

03/02/11, 11:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial