domingo, outubro 26

Contra Astenias



Viagra, (há 10 anos, nos EUA)
o famoso Comprimido Azul patenteado pela Pfizer, começou a ser vendido ao público nas Farmácia.

Genitogenol, (há 60 anos, em Portugal)
o famoso Preparado do Prof. Julio Cruz, antigo químico da CUF, era vendido ao público na Drogaria.

Astenia - falta de vigor; falta de força, física ou psíquica, geral ou localizada.

8 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Entre os 10 anos e os 60 foram muitos anos de negas :)
Tretas.
Come bifes e gemadas com cerveja preta que isso passa.
:)
jc/

27/10/08, 11:18  
Blogger carla mar disse...

A gripe causa tanta astenia e cansaço muscular que não há cristão capaz de resistir em pé ;)
Vitaminas!... não levantam defuntos.

O Viagra, pode salvar a vida de crianças. É usado com sucesso para tratar doenças graves, como a Hipertensão Pulmonar, doença que aumenta a pressão nas artérias do pulmão.
Em Pediatria, o principio activo é mesmo, muda apenas a cor, a dosagem, a embalegem e o nome :)

As tuas melhoras!

Beijo meu ;)

27/10/08, 12:50  
Blogger O Bicho disse...

Obrigado, amigos, pela vossa preocupação com a minha saúde.
Felizmente, ainda não sofro ATONIA, graças talvez às gemadas (com açúcar amarelo) que muitas vezes fizeram parte do meu lanche, em pequeno.
Já era menos pequeno, quando me passaram essa da gemada com cerveja preta - até que é gostoso.

27/10/08, 13:12  
Blogger O Bicho disse...

Ao falar nas "fraquesas" do crescimento, lembrei-me agora de um "remédio fortificante" que a minha Mãe me obrigava a tomar sempre no início do Outono, ou no recomeço da ano escolar.
Nunca vou esquecer, o nome - LUNGENIT - porque era horroroso tomar a dose diária daquela espécie de ALCATRÃO DERRETIDO:
«alguma gotas de remédio em cima de uma colher de sopa com açúcar, era a única forma de tragar aquela mixórdia classificada no Simpósio, como anti-tuberculose».

27/10/08, 13:53  
Anonymous Anónimo disse...

Oh Bicho, isso não é nada.
O que eu sofri, por ser fraquinha e comer pouco!
Ele era, "Óleo de figado de bacalhau", "Hemonantitóxina"(uma coisa horrorosa, feita de sangue de cavalo), "Cálcio Gradumet", (uma coisa granulosa, amarga e, que ainda por cima, se parecia com caganitas de rato), até carne crua e bifes de cavalo, tentaram que eu comesse. Nada resultou, antes pelo contrário. Se já antes detestava comer, depois desta tortura, ainda comia menos.
Criança, sofria!..
E o algodão iodado, para as gripes? E o óleo de rícino, para as lombrigas...
O melhor é não dizer mais nada, ou vou estar 15 dias, sem comer.
Maria

27/10/08, 14:48  
Blogger O Bicho disse...

Chiiii, como isto vai!
O melhor é não falar mais nas "torturas" alimentares que os nossos zelosos procriadores inflingiam às pobres criancinhas - nós.
Mas, olha o lado positivo, se bem não fazia, mal também não fez... e além do mais havia em compensação, a "Farinha Amparo" e a "Farinha 33" - coisas de lamber o prato.

27/10/08, 17:37  
Anonymous Anónimo disse...

Lamber o prato, quanto mais não fosse para gastar mais depressa a caixinha a fim de ir comprar uma nova - OLHÓ BRINDE!

27/10/08, 17:39  
Blogger Kim disse...

Fala-se de VIAGRA e tocam os sinos a rebate.
Dá-lhe Bicho!

27/10/08, 21:38  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial