quarta-feira, janeiro 21

Mau Tempo


Previsões, cada vez mais desanimadoras.
Acentuada depressão na situação financeira, mundial e nacional.
Agravamento das condições económicas e sociais do povo em geral e em especial dos trabalhadores dependentes.

Não é que eu tenha muita razão para estar aqui a reclamar, pois já não pertenço ao grupo dos trabalhadores activos em Portugal.
Após, quase 40 anos de "formação", entrei finalmente, para o clube dos privilegiados ("chulos", em linguagem vernácula) que vivem à custa do trabalho dos outros, melhor dizendo, dependentes dos impostos que incidem sobre os salários dos trabalhadores no activo.
Dantes, também se dava o nome de "reformados" (qual a origem do termo?) a este pessoal dependente. Completamente dependente do bom funcionamento das instituições e serviços do estado, em suma, de uma boa organização da sociedade actual e, antes disso, da que nos precedeu.
Nós, os "aposentados", como hoje se designa a "classe", podemos ser incluidos num grupo alargado onde se classificam outros dependentes, a que genericamente se podem chamar de "viciados" - como os viciados no tabaco, no álcool e outros toxico-dependentes, quer seja das drogas leves ou pesadas; também há quem se torne dependente de outras coisas, como do sexo, de Macburgueres, da televisão e até (pasme-se!!!) da Internet... e nestes últimos (vejam bem onde chega a modernice!) há uns especialmente "apanhados" que são os "maluquinhos dos blogues."


Hoje recebi uma carta que diz, em letras gordas: "Esta declaração comprova a qualidade de pensionista. Conserve-a em seu poder."
Fiquei a saber que sou "pensionista".
Na declaração, constam as importâncias que a CNP me pagou e o valor do IRS (15%) que eu descontei, em 2008.
- «Ora, bolas! Não tenho o curso completo. Devo ter faltado a algumas aulas, pois não sou um "chulo à maneira". Ainda sou um contribuinte activo!»

2 Comentários:

Blogger carla mar disse...

Fica, um XI-coração, para o pensionista mais QUERIDO, da bloga :)

22/01/09, 21:28  
Anonymous jrom disse...

^Não é assim tão mau.
Paga e não bufes,eu já vou quase nos 50 anos de descontos e quanto à identificação vou exigir, algo com mais tecnologia.
Uma pulseirinha chipada e vou pedir já, porque tenho medo que esgotem...
Não me perguntes para quem descontámos porque não te sei responder.

22/01/09, 22:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial