quarta-feira, março 10

outros penedos

Marvão

(Clique parAMPLIAR)
Anta (ou Dolmen), já sem a tampa (laje horizontal superior).
E vai-se a ver, há montes destas coisas por esses olivais perdidos, no Alto Alentejo.
E eu, que tenho mania de ir aos sítios mais recônditos só para ver de perto estas estranhas construções...

Um certo dia, ao seguir os letreiros que indicavam uma anta, o meu carro ficou de tal maneira atascado em lama, no meio de um montado junto a Pias, que foi necessário recorrer à força de dois tractores para o rebocar do lameiro em que assentou.
Andei a pé (com a família) alguns quilómetros, até à estrada principal, para pedir boleia até ao monte mais próximo, onde consegui ajuda, era já lusco-fusco.
Quando tudo acabou, noite cerrada, tivemos a sorte de beneficiar da tradicional hospitalidade alentejana - os nossos "salvadores" acolheram-nos junto ao fogo da braseira, para aquecer os ossos e acalmar o espírito com alguns momentos de conversa.
Grande cena, esta... mas não me serviu de emenda, porque continuo a ser atraído e a perseguir estes misteriosos aglomerados pré-históricos de pedregulhos.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial