segunda-feira, outubro 27

Monte do Sol e da Lua


Começaram as escavações arqueológicas no local onde se pensa ter existido, quase desde o princípio dos tempos, um Santuário do Sol e da Lua.

O pequeno promontório que avança em declive ligeiro sobre o mar, entre a Praia das Maçãs e a Praia Pequena, foi sempre um lugar sagrado, desde os tempos pré-históricos até à ocupação peninsular pelos Fenícios e depois pelos Romanos (sec. II ou III).

Do trabalho "A serra de Sintra: cultos à Lua, ao Sol e a Saturno" publicado em http://www.celtiberia.net/, retirei este bocadinho:

No Alto da Vigia, na foz do rio de Maçãs, existiu outrora um grande santuário dedicado ao Sol e à Lua e ao culto imperial, datável dos sécs. II-III, mas de que no séc. XVI já só se viam esparsas ruínas. Na época, o recinto circular do santuário (talvez um templo, talvez um simples témenos, ou espaço sagrado ao ar livre) erguia-se sobre uma elevação rochosa que avançava pelo mar, até aos 40 metros de altitude, e que assim constituía um pequeno promontório.

O monumento é conhecido desde 1505, quando da descoberta por Valentim de Morávia, de três aras consagradas a Soli et Lunæ - «três colunas de pedra cortadas em forma de prisma, com uma grande quantidade de letras incisa nos respectivos pedestais e que se encontravam implantadas nos restos de uma forte estrutura... "ao Sol e à Lua dedica Céstio Acídio Perene, Legado Augustal, Propretor da província da Lusitânia... pela boa saúde do imperador Gaio Septímio Severo, Augusto e Pio, e do imperador César Marco Aurélio Antonino..."»


Vamos ver, o que vai dar a escavação.

2 Comentários:

Anonymous Anj disse...

Andas a ver a matéria de HGP do 5º ano? :-)

30/10/08, 10:59  
Blogger O Bicho disse...

Anj,
é verdade, sim senhor, ando às voltas com a História e Geografia do 5º ano, para ver se consigo ajudar o meu "puto" a estudar isso.

30/10/08, 11:38  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial